tesco customer service essay essay on internet phd thesis cmu dissertation corporate governance and disclosure roosevelt college admission essay
Publicado em 09 Março 2018

A doação de bolsas de sangue é uma das principais provas do Cidadão Universitário. Além de somar pontos para as equipes, ajuda a melhorar o estoque do Hemonúcleo de Gurupi, que atende diversos municípios da região sul do Tocantins. Hoje, 09, a comunidade atendeu ao convite dos calouros da UnirG e participou do Cidadão Universitário doando sangue.

 

1 voluntario HemonucleoCristiano Alves Pereira, de 40 anos, já é doador há mais de 10 anos, mas pela primeira vez está cooperando com o Cidadão Universitário, doando sangue para contabilizar pontos para o curso de Direito. “Meu sobrinho é aluno e pediu para que eu viesse. Acho muito importante o envolvimento dos jovens nas causas sociais, e melhor seria se toda a comunidade da cidade seguisse esse exemplo”, disse.

 

Rafaela Carvalho, professora do curso de Fisioterapia, apoiou os calouros do seu curso doando sangue pela segunda vez pelo projeto Cidadão. “O sangue é um bem muito precioso, não vai me fazer falta, e há muitas pessoas que precisam dele. Quando nós, professores, participamos de uma ação como essa estamos estimulando os alunos a se envolverem com projetos importantes e que fazem a diferença na sociedade”, afirmou.

 

1aRafaela Fisioterapia HemonucleoA gincana solidária da UnirG motivou Ana Carolina Melo, de 21 anos, a ser uma doadora de sangue. Quando ingressou na UnirG em 2015 como caloura do curso de Medicina, ela fez a sua primeira doação e depois disso passou a comparecer frequentemente ao Hemonúcleo. “Antes de participar do Cidadão eu tinha receio de doar sangue, mas isso passou. Sei que posso salvar vidas com esse ato, e um dia também posso precisar que alguém faça uma doação para me ajudar. Por isso é necessário que mais pessoas se envolvam com essa causa”, frisou.

 

“O engajamento de jovens em projetos solidários é extremamente importante. Eles estão começando a vida adulta, estão construindo uma trajetória profissional, e participar de um ato solidário faz toda a diferença na formação de cada um. O Hemonúcleo necessita que cada vez mais acadêmicos estejam participando de projetos assim, que podem ajudar muitas instituições e as pessoas atendidas por elas”, destacou Kátia Ayres, assistente social do Hemonúcleo de Gurupi.

 

A doação de alimentos também é outra importante prova, que conta com apoio da comunidade gurupiense. O prazo para a entrega dos donativos termina amanhã, 10, às 12h, na sede do Projeto Mesa Brasil (avenida Goiás entre as ruas 09 e 10). 

 

A prova de doação de sangue foi encerrada hoje , pela manhã e a partir das 21h30, será realiza a abertura oficial do projeto, juntamente com as Provas Culturais. As atividades serão realizadas no campus II. Já as provas esportivas estão marcadas para amanhã, 10, a partir das 08h, no ginásio poliesportivo do setor Malvinas. 

  

A 31ª edição é organizada pela Reitoria da Instituição, em parceria com Mesa Brasil, TV Anhanguera, Rádio Araguaia FM, Núcleo de Hemoterapia de Gurupi, Corpo de Bombeiros e Rotary Club.

 

 1aCidadão 31