A profissão

 

    O médico investiga a natureza e as causas das doenças humanas, procurando sua cura e prevenção. A saúde humana é o objeto de estudo do médico. Ele pesquisa, previne e trata disfunções e moléstias. Para isso, é imprescindível que ele esteja sempre bem informado e atualizado a respeito de novas drogas, técnicas e tecnologias. Faz diagnósticos, pede exames, prescreve medicamentos e realiza cirurgias. Participa também de programas de prevenção e de planejamento da saúde coletiva. Há trabalho para o médico em hospitais, clínicas, postos de saúde e empresas. Grande parte atua em consultório próprio.

 

Medicina na UnirG

 

   O curso foi autorizado em 14 de junho de 2002 pelo Decreto nº 1.527 e reconhecido peloEmblema medicina unirg Decreto 4.448 de 28 novembro de 2011. Atualmente estão formadas 28 turmas. A carga horária totaliza 7.515 horas, distribuídas entre aulas teóricas, estágios e atividades complementares.

 

   O curso é de grande relevância para o desenvolvimento da saúde básica local e para o desenvolvimento socioeconômico da cidade e região. O curso de medicina da UnirG passou recentemente por mudanças em sua estrutura curricular e administrativa. Esse ajuste atende as demandas educacionais do curso de medicina do Brasil. Um bom exemplo disso foi às adequações às novas Diretrizes Curriculares do Conselho Nacional de Educação, visando à qualidade de ensino.

     

   Nossa prioridade é a formação do profissional com ênfase em atividades práticas, demanda que atende a necessidade nas áreas: da saúde básica, atenção primária, urgência e emergência, saúde mental; conforme as novas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina (DCN/2015). Pautado em políticas de igualdades, as atividades práticas em saúde da família e da comunidade iniciam-se logo a partir do 1º período e se mantém neste foco até o final da graduação.

 

    Até o 4ª período as aulas são ministradas para conteúdos das áreas fundamental e básica, voltados para o conhecimento bioquímico, histológico, anatômico, fisiológico, farmacológico, além dos conhecimentos envolvendo processos orgânicos vitais e mecanismos das doenças e o adoecer. Nesta etapa do curso os alunos ainda cursam disciplinas como filosofia, bioética, psicologia médica e relação médico-paciente.

 

   A partir do 5º período o acadêmico inicia os estudos em disciplinas mais aplicadas, como o estudo das doenças mais prevalentes, métodos diagnósticos e terapêuticos nas áreas clínica e médica, cirurgia, saúde da criança, do idoso, da mulher; ortopedia urgência e emergência, saúde da família e comunidade. São abordadas disciplinas envolvendo conhecimentos em administração e planejamento em saúde, pesquisa em saúde, medicina legal e direito – médico, saúde mental, medicina do trabalho e nutrição humana.

 

    E por fim, do 9º ao 12º período, o acadêmico inicia o internato que se refere ao estágio
VALOR 2017obrigatório, momento em que são desenvolvidas atividades sob supervisão e assistência do profissional médico, para que o acadêmico aprimore as práticas inerentes ao exercício da medicina. Nesta ocasião, o aluno tem a oportunidade de aplicar simultaneamente os conhecimentos teóricos e práticos já aprendidos nos períodos anteriores do curso.